Valor Tributário
Novidade Planejamento Tributário – IRPJ e CSLL – desmembramento de atividades

As empresas que têm diversas atividades precisam estar atentas à possibilidade de economia tributária.
Uma das circunstâncias que pode ocorrer é que os resultados, sendo tributados pelo Lucro Presumido, estejam onerando os pagamentos de IRPJ e CSLL sob este regime.
Exemplo:
Empresa com 2 atividades: uma, de serviços advocatícios (lucrativa) e, outra, de serviços de cobrança (pequeno lucro, mas faturamento alto).
Admitindo-se que a atividade de serviços advocatícios gere 35% de lucro sobre as receitas, e que a receitas de cobrança gerem um lucro de apenas 5%.
Se a atividade de cobrança gera um faturamento …

Continuar a ler »

Sem categoria »

28 jun 2016
retencoes

APRESENTAÇÃO

Uma  explanação prática e teórica sobre retenções tributárias!

Ideal para contabilistas, tesoureiros, administradores, gerentes e outros profissionais que lidam com pagamentos a terceiros.

Linguagem acessível.

Pode ser utilizado pelas empresas em geral como um manual, objetivando treinar seu pessoal no trato  das retenções tributárias

Formato eletrônico: você copia toda a obra para seu computador (podendo imprimir ou editá-la).

Atualmente o fisco brasileiro, além da alta carga tributária que impõe ao Contribuinte, obriga este a efetuar retenção de vários impostos e tributos na ocasião dos pagamentos efetuados a outros Contribuintes, a chamada responsabilidade de terceiros.
Os terceiros responsáveis estão obrigados …

Artigos sobre CSLL, Artigos sobre ISS, Artigos sobre PIS/COFINS, Jurisprudência do ISS, Jurisprudência do PIS/COFINS, Notícias sobre ISS, Notícias sobre PIS/COFINS, Planejamento Tributário, Retenções Tributária »

28 jun 2016
retencoes - blog

A partir de 01.02.2004, estão sujeitos à retenção na fonte da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da Contribuição para o PIS, os pagamentos efetuados pelas pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas de direito privado, pela prestação de

Serviços de limpeza;
Conservação;
Manutenção;
Segurança;
Vigilância;
Transporte de valores e locação de mão-de-obra;
Pela prestação de serviços de assessoria creditícia, mercadológica, gestão de crédito, seleção e riscos, administração de contas a pagar e a receber;
Pela remuneração de serviços profissionais, conforme definição prevista no art. 647, do RIR/99

A …

Legislação da CSLL, Legislação do IRPJ, Legislação do ISS, Legislação do PIS/COFINS, Notícias, Perguntas e Respostas, Planejamento Tributário, Retenções Tributária »

28 jun 2016
post_tributacao_modelos

A tributação das entidades sem fins lucrativos é tema árido objeto de inúmeras controvérsias. Não está pacificado ainda no âmbito do Judiciário, qual a lei que deve ser aplicada quando se trata de imunidade, se o CTN, ou as leis ordinárias.

O CTN exige alguns requisitos para que uma entidade goze de imunidade, porém as leis ordinárias estabelecem condições muito maiores e mais difíceis de cumprir. Lembro que fisco exige que as empresas cumpram os requisitos das leis ordinárias.
Assim, abaixo serão tratados os requisitos das duas espécies de diplomas (CTN e …

Contabilidade, Fraudes, Legislação, Notícias, Planejamento Tributário, Sem categoria, Trabalhista »

28 jun 2016
fraude-corporativa

Auditor independente não tem responsabilidade civil por desvio fraudulento realizado por funcionário da empresa auditada, durante o contrato de prestação de serviço, segundo decisão unânime da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Entre 2001 e 2004, o Museu de Arte Moderna de São Paulo (Masp) contratou a empresa Tufani, Reis e Soares Auditores Independentes para ampliar o controle de quatro lojas abertas pela entidade para divulgação e comercialização de objetos de arte.
Em janeiro 2004, no entanto, foi identificado um deficit de R$ 190 mil. A direção do Masp realizou uma revisão …

E-Social, Notícias, Pagamentos, Planejamento Tributário, Retenções Tributária, Trabalhista »

28 jun 2016
e-social

Será que sua empresa precisa realmente aguardar um SPED para iniciar a mudança?

Ultimamente temos acompanhado uma série de notícias veiculando a prorrogação do prazo legal de implantação do eSocial, e mesmo que tenhamos uma informação oficial de postergação, isto de fato não deverá trazer alívio para as empresas.
Pela experiência da ASIS Projetos (consultoria altamente especializada em SPED), adquirida ao longo de mais de 100 projetos desenvolvidos em eSocial, e que vem acompanhando desde o início as evoluções e diretrizes da obrigação, salienta que é importantíssimo que as empresas que não …